domingo, 30 de novembro de 2014

Entrevista na Amazon Rainforest


Um resumo da entrevista Rycas e Phynas , para você ver a reportagem completa siga o LINK no final da entrevista.

Nessa segunda edição a Revista Rycas e Phynas traz para vocês o projeto "Amazon Rainforest".
Fundado a 3 anos no Second Life por Ariranha Brazil (bomxxx.avedon), o projeto vem crescendo e hoje o grupo de 8 pessoas se une para divulgar a importância da preservação da Amazônia.


Numa land construída para desenvolver esse projeto grandioso, passamos um entardecer delicioso e pudemos entender e descobrir mais sobre nossa Floresta Amazônica, seu povo e sua cultura. Vocês poderão conferir um bate papo gostoso com os integrantes da Amazon Rainforest e saber mais como podem abraçar essa causa que é de todos. 
     Em volta da fogueira na beira do rio, a entrevista foi com  Ariranha Brazil (bomxxx.avedon) que é o mentor do projeto e responsável pelas ideias das festas.
     Fomos recebidos ainda pela esposa de Ariranha, Neiva Adored Avedon (neivacardoso.adored) e a amiga marla Arida Allen (marla.arida) que são as construtoras oficiais da land embora, Marla, fique encarregada com as texturas e afins.  Eçai Mcpol Kamachi (mcpol.kamachi) é outra integrante e é responsável pelas músicas nas festas. Esperantisto Allen encarrega-se de toda a burocracia e pesquisa sobre as palestras aplicadas. O Boto (DavidAngel Daviau) é responsavel pelas filmagens dos eventos e sua esposa Kamila T.Daviau (kamila.tamerlane),  que é natural da Amazônia e na RL faz  palestra  sobre a preservação, faz nos bastidores  um trabalho sério de pesquisas sobre colonização e sobre os mártires junto com Rachel McDonnell.
     Na tribo não há chefes e líderes, mas sim um conselho onde todos opinam, decidem sobre tudo e inclusive nos dão essa deliciosa entrevista.
Rycas & Phynas: Neiva, nos conte como foi a ideia inicial de tudo.
Neiva Adored Avedon (neivacardoso.adored): O projeto Amazon Rainforest é um projeto antigo de Ariranha Brazil (bomxxx.avedon) com um grupo criado a 3 anos. Ele nos tornou simpatizantes e nos fez vestir a camiseta, abraçando a causa. A anos Ariranha luta pela preservação da floresta.

R&P: Ariranha Brazil fale um pouco sobre o projeto.
Ariranha Brazil (bomxxx.avedon): Esse grupo é totalmente ecológico e visa principalmente divulgar coisas da Amazônia Brasileira, costumes, preservação e os povos que lá vivem.

R&P: Porque você iniciou esse projeto? De onde veio a ideia?
AB: Essa ideia é muito antiga e a razão principal é o desleixo e o pouco caso dos políticos. Lutamos pela preservação da Amazônia.

R&P: Você veio para o Second Life com o objetivo de trazer essa luta ou foi uma ideia que veio depois?
AB: Esse grupo na verdade tem mais de 12 anos, ele é novo no Second Life. Aqui no SL são mais ou menos 3 anos. Esse grupo foi lançado em um outro grupo 3D, em outro chat 3D e assim que cheguei aqui eu o criei.

R&P:  Como as pessoas que compõem o grupo hoje foram aderindo essa causa? Como vocês espalham essa ideia para atrair mais pessoas?
AB: Na verdade vamos cativando as pessoas que tenham os mesmos ideais. A Amazônia também é um pólo de cultura e sendo assim, procuramos mostrar de maneira séria, mas divertida a cultura da Amazônia. 
NA: A land, o espaço físico do projeto, começou com um pedacinho de terra existindo já a mais 10 meses com mais de 2.000 visitas e está crescendo! Está sendo um orgulho pra nós!

R&P: Vocês sabem mais ou menos quantas pessoas visitam aqui por dia?
NA: Por dia tem um marcador mas estamos em mais de 2.000 pessoas nesse um ano e meio. Nosso objetivo nunca foi quantidade, mas pessoas que entendam a causa.

R&P: Estão felizes com o resultado ou acham que ainda falta muita coisa a se fazer? Falta uma conscientização maior das pessoas?
NA: Eu me sinto uma gota num oceano, cada dia ganhamos mais simpatizantes mas somos várias gotas e queremos mais.
AB: A Amazônia é muito grande!
NA: A esposa de DavidAngel Daviau, a Kamila T.Daviau (kamila.tamerlane), é natural da Amazônia e nos ensina muitas coisas que não sabiamos.
m: Falamos sobre preservação e mostramos nem que seja um pedacinho da Amazônia  aqui no SL e vamos divulgando também as banalidades que ocorrem por lá que a midia não mostra.

R&P: O Second Life é um jogo, com mil facetas mas é um jogo. Por que vocês acham que trazer um tema tão importante como a preservação da Amazônia para um jogo vai resultar em algo? Acham que as pessoas aqui estão prontas para receberem essa informação na sua proposta real? 
M: Eu não considero o Second Life um jogo porque aqui tem pessoas, não pixels. E trazer um idealismo como esse para cá é muito bom porque aqui convivemos com gente de toda parte.
E: Um jogo virtual com sérias consequências no mundo real.
NA: Sentimentos nem sempre respeitados mas temos cuidados...

R&P: Em poucas palavras o que esperam concretamente do projeto?
AB: Fazer com que as pessoas deem importância a nossa floresta como ela merece, não ser abandonada e judiada por interesses econômicos. Para todos é dinheiro, para nós é vida!
NA: Que mais uma pessoa entenda que precisamos preservar.
M: E tenham mais conhecimento sobre a cultura também que é muito rica.
E: Chamar atenção para a Amazônia. Sua realidade e importância no cenário nacional e mundial.

R&P: A Amazônia tem salvação? Ainda dá tempo?
NA: Enquanto existirem pessoas para defendê-la haverá salvação. Tem pessoas que deram a vida por ela, mas o ar que respiramos, as mudanças climáticas são de todos nós.
D: E tem a hidroelétrica que pretendem fazer lá, muitas reservas nativas serão destruidas. Sabiam que tem mais de 70  tribos que o homem não chegou perto?
M: A coisa é séria, ainda mais com esse desmatamento, briga por madeiras. Fora o transporte de jóias e pedras dentro das toras de madeira. Plantas são roubadas, cultura nativa é roubada, até os peixes são roubados!
E: Existem questões bastante complexas com relação a Amazônia. Nestas eleições nenhum dos candidatos apresentou sequer um projeto à altura do que a Amazônia representa e necessita.

R&P: Deixem uma mensagem para os leitores!
NA: Primeiro pedir para ajudarem a preservar o que é nosso! A natureza é muito importante e segundo é que o SL pode ser perfeito, só depende de cada um.
AB: Vamos preservar enquanto há tempo, nossos netos e bisnetos, talvez não vejam a maravilha que é a Amazônia.
E: Venham para a Amazon Rainforest, ajudem-nos a lutar pela conscientização e preservá-la.
D: Eu quero dizer que o Second Life também é uma forma da gente poder se comunicar com o mundo, porque aqui dentro está o planeta Terra.
m: Bom, o que posso dizer é que aqui podemos ser nós mesmo, sem vergonha, sem medo de ser pior nem ser melhor do que ninguém e que possamos transmitir a todos aqui, SL e RL , que queremos preservar a Amazônia.

     A Revista Rycas e Phynas agradece a atenção e o carinho do grupo Amazon Rainforest e ressalta a importancia da preservação do meio ambiente. Para você que quer conhecer o projeto e a land confira os links abaixo, a agenda com os próximos eventos e fotos na aba "Sessão de fotos"

FONTE: Link
As fotos da Revista





AMAZON RAINFOREST: Um olhar pela Amazônia

O AMAZON RAINFOREST

         A floresta amazônica é o ecossistema equatorial que forma a maior parte da Amazônia. É uma das três grandes florestas tropicais do mundo. Possui uma diversidade de espécies, embora pouco conhecidas devido à dificuldade de acesso as altas copas, que são o habitat da maior parte das aves. Mas infelizmente essa fauna e essa flora estão sendo ameaçadas pelos desmatamentos, queimadas e as mudanças climáticas decorrentes de tais atos, que têm crescido significativamente a cada ano.
      “ O povo brasileiro sempre viu a Amazônia como uma propriedade que pode ser livremente cortada, queimada e abandonada”. E é realmente isso que está acontecendo; Nós estamos valorizando mais o cultivo da soja e a pastagem de animais do que a preservação da fauna e da flora que são essenciais para o equilíbrio ambiental de todo o planeta. Devíamos ter leis mais rígidas que proibissem toda e qualquer ação que venha a afetar negativamente o meio ambiente. Porém esse pensamento é apenas um ideal e está longe de ser real”.
          Diante disso, o que nos resta a fazer de mais sensato é conscientizar a população brasileira, principalmente as comunidades amazônicas, de que ao agredirmos o meio natural estamos cavando a nossa própria cova. Se continuarmos a destruir as nossas florestas, um dia, que está bem próximo, não haverá mais árvores suficientes para absorver o dióxido de carbono, gás altamente nocivo aos seres humanos. Além de alterar o clima da região, podendo causar muitos desastres ecológicos.
           Nós e somente nós podemos mudar essa situação. Caso contrário, seremos culpados e merecedores das consequências de nossos atos de agressão ao meio ambiente ou pelo nosso ato de omissão ou indiferença ao grito de socorro da floresta Amazônica.
       Devemos preservar a diversidade sociocultural brasileira, que se reflete nos seus conhecimentos e modos de vida tradicionais, e numa imensa variedade de expressões artísticas e rituais, preservar sua fauna e flora.

        Aí você se pergunta: de que forma podemos fazer isso? Cabe apenas ao governo assumir essa responsabilidade? 
                                                              Claro que não! 
        Cada um de nós é responsável por um pedacinho da Amazônia.  É cada vez mais comum e necessário trazer ao Sl  as questões sociais do mundo real para o mudo virtual e usar nosso convívio e contatos para divulgar as ações sociais .  
         Somos milhões de pessoas conectadas o dia todo e por que não usar esse meio de comunicação, como grande divulgador? 
             Pensando assim, um grupo traz ao mundo do Second life essa idéia.
O Amazon Rainforest. Do not  Kill Life!
               
            Mas.... O que é o Amazon Rainforest - Do not kill life?
       É um Grupo ecológico que tem por objetivos, divulgar as coisas da Amazônia brasileira, sua cultura e costumes, é uma plataforma de informação, conscientização e engajamento criada por um grupo de profissionais e defensores da natureza.
       A iniciativa tem por missão levar conhecimentos dessa causa atraindo assim, membros para o grupo, promovendo festas e encontros, divulgando a boa musica brasileiras, suas danças e cultura em relação aos povos da Amazônia e todas as criaturas que lá vivem tentando mostrar a real situação da vida; o desmatamento e o desperdício de recursos.

             O projeto AmazonRainforest  é um projeto antigo de  Bomxxx.avedon
            Com grupo criado há  três anos,  ele   atraiu simpatizantes para a causa. Bom é um grande ativista ecológico.
           Há sete meses existe o espaço que já conta com mais de mil visitas além de um grupo no facebook com cerca de 300 membros.

            Apesar de não contar com ajuda financeira, o grupo vem se destacando e a aceitação do público tem sido grande. 
                 “O que é mais importante ao grupo é o reconhecimento do projeto e fazer com que mais e mais pessoas visitem o local. :- se todos entenderem nosso projeto significa uma vitória a nós , na Amazônia não existem apenas índios.  Há  cidades e muita cultura a ser mostrada , grandes figuras que lutaram já por esta causa e muitos dando a própria vida como Chico Mendes e a Dorothy Stang., mártires assassinados diz Neiva Adored Avedon  uma das ativistas a frente do projeto.

                 O espaço oferece passeios a barco, toda fauna e flora regionais, muitos deles desconhecidos. Espaço para os visitantes interagirem, e em breve colocaremos em prática um projeto de uma escolinha.
                     Aqui tem um clima de paz incrível, harmonia do verde a alma da mata, ela esta aqui.
                Segue abaixo a agenda para você não perder nenhum dos eventos que acontecem no Amazon
  • Todas às 21 horas Brasil – 5 pm slt
  • 25 de maio tributo a Chico Mendes
  • 01 de junhoÁrabe Tropical
  • 15 de junho Doroty
  • 29 de junhoParintins



Dia 25 de maio, acontecerá o tributo a CHICO MENDES.

Chico Mendes (nome completo: Francisco Alves Mendes Filho) foi um dos mais importantes ambientalistas (pessoas que lutam em defesa da preservação do meio ambiente) brasileiros. Nasceu na cidade de Xapuri (estado do Acre) no dia 15 de dezembro de 1944. Trabalhou na região da Amazônia, desde criança, com seu pai, como seringueiro (produzindo borracha). Tornou-se vereador e sindicalista.
Principais momentos de sua vida:
- 1975 – É fundado o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brasiléia. Chico Mendes aceitou o convite para ser secretário geral da instituição.
- 1976 – Começou a organizar os seringueiros para lutarem em defesa da posse de terra.
- 1977 – Participou da fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xapuri. Neste mesmo ano, foi eleito vereador pelo MDB (Movimento Democrático Brasileiro)
- 1978 – Começou a receber ameaças dos fazendeiros locais, descontentes com sua atuação sindical.
- 1980 – Participou da fundação dos Partidos dos Trabalhadores (PT), tornando-se dirigente do partido no estado do Acre. Neste mesmo ano, foi enquadrado na Lei de Segurança Nacional a pedido de fazendeiros da região, que o acusavam de envolvimento no assassinato de um capataz de uma fazenda. Foi absolvido por falta de provas.
- 1981 – Tornou-se presidente do Sindicato de Xapuri.
- 1982 – Candidatou-se a deputado estadual pelo PT, porém não conseguiu eleger-se.
- 1985 – Organizou o 1º Encontro Nacional de Seringueiros. Participou da fundação do CNS (Conselho Nacional dos Seringueiros). Participou da proposta do “União dos Povos da Floresta”, que previa a união dos interesses dos seringueiros e indígenas na defesa da floresta amazônica.
- 1987 – Recebeu em Xapuri uma comissão da ONU (Organização das Nações Unidas), mostrando a devastação causada na floresta amazônica por empresas financiadas pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Após levar as denúncias ao senado dos Estados Unidos, o BID suspendeu os financiamentos a estas empresas.
- 1987 – Recebeu vários prêmios na área de ecologia e meio ambiente em função de sua luta em defesa da floresta amazônica e de seus povos nativos. O mais importante destes prêmios foi o “Global 500”, entregue pela ONU.
- 1988 – Participou da criação das primeiras reservas extrativistas no Acre. Foi eleito suplente da direção nacional da CUT (Central Única dos Trabalhadores) durante o 3º Congresso Nacional da CUT.
- 22 de dezembro de 1988 – Chico Mendes foi assassinado na porta de sua casa. Deixou esposa (Ilzamar Mendes) e dois filhos pequenos (Sandino e Elenira).
Chico Mendes: Patrono do Meio Ambiente
Em 16 de dezembro de 2013, foi publicada no Diário Oficial da União a lei que declara Chico Mendes como sendo o patrono do Meio Ambiente no Brasil.



             Eu estive no local, presenciei a festa, fiz passeios e contemplei a bela paisagem da Floresta e incrivelmente a sensação de bem  conta de nós levando-nos a um clima de paz e harmonia com a natureza.
Vale muito a pena visitar e fazer parte desse belíssimo projeto.

Deixaste ali teu heróico testemunho teu seringal sagrado
teu rosto  solidário.
Contigo… caiu o tronco ensanguentado…
Tua alma…teu nome…Chico Mendes, sobrevivem  em deslumbrante  hiléia,
na invisível bandeira das espéciese na memória da pátria agradecida.

Depois chegaste tu…Dorothy  Stang… estrangeira,  franzina e destemida
desafiando   víboras e chacais e defendendo a floresta com a paz do nazareno.
Em  Anapu  ergueram teu calvário mas  hoje  ergo aqui,  no jardim humilde da poesia,
a tua estátua de missionária imperecível.




By Emy Stone

Nenhum comentário:

Postar um comentário